Construindo em Drywall: vantagens e desvantagens | Casa Teto

Construindo em Drywall: vantagens e desvantagens

  • Data : 19 de novembro de 2020

Depois de explicar melhor sobre o EPS e suas funcionalidades na construção, hoje trouxemos as vantagens e desvantagens de construir utilizando o Drywall ou, como é mais conhecido no Brasil, com gesso acartonado. Muito comum nos Estados Unidos, o Drywall é uma placa de gesso que pode ser utilizada na parte interna das construções. Em tradução livre, Drywall significa “construção seca”, que não utiliza água e tem geração mínima de resíduos, otimizando a obra em muitos aspectos. O uso em áreas externas não é recomendado, mesmo que haja o tratamento para a umidade. Por ser muito versátil o Drywall pode ser moldado para fazer uma parede curva, por exemplo. 

Assim como o EPS, o Drywall deixa menos resíduos do que uma construção em alvenaria. A rapidez no processo de construção também é uma das vantagens de adotar o método construtivo com Drywall. Ao contrário do que muitos pensam, o isolamento termoacústico do Drywall é muito eficiente! Por ser mais “fino”, o Drywall também “economiza” espaço útil no ambiente.

Veja outros benefícios do Drywall:

  • Divisão de ambientes;
  • Iluminação embutida;
  • Resistente a umidade ou altas temperaturas, para placas específicas;
  • Possibilidade de criação de móveis e nichos.

Em mais um vídeo do canal da Casa Teto, Bruno Rezende, explica melhor as vantagens e desvantagens de construir com Drywall. Confira agora mesmo:

Como todo método construtivo, o Drywall também apresenta desvantagens que devem ser observadas tanto no planejamento quanto na execução da obra. O cuidado com o espaço entre as placas deve ser constante, pois esse vão pode servir como berçário para fungos, bactérias e insetos como o cupim. Como já dito antes, exposição à umidade excessiva também não é recomendada,então deve-se evitar a instalação em banheiros e áreas que recebem chuva e luz solar constantemente. Do mesmo modo, a limpeza do Drywall não pode ser feita com água abundante. Verifique as recomendações do fabricante e realize a limpeza de maneira adequada. Fique atento ao projeto e contrate mão de obra especializada para que não haja prejuízos. 

Entenda outras desvantagens do Drywall:

  • “Fragilidade” do material, não podendo sofrer fortes impactos ou suportar muito peso;
  • Material específico apropriado para Drywall para fixação de quadros e nichos;
  • Mão de obra especializada (pode ser difícil de encontrar dependendo da região).

Tipos de chapa de Drywall

Os tipos de chapa de Drywall podem ser facilmente identificados pelo tom da cobertura do papel acartonado. Todas as placas apresentam uma face branca referente ao acabamento e a diferença de função de cada chapa é percebida pelas cores verde, rosa ou branco.

Para locais úmidos como banheiro, cozinha e lavanderia, as placas em tons verdes são consideradas ideais.  Esse tipo de Drywall é utilizado também para fechamento de paredes em stands promocionais como nos apartamentos decorados. A placa verde possui aditivos fungicidas e silicone como impermeabilizante.

O Drywall com placas brancas é comum na construção de paredes secas e forros. Elas funcionam muito bem para dividir ambientes, criar móveis, prateleiras e nichos. Já a chapa de cor rosa é resistente ao fogo devido à mistura de fibras de vidro em sua composição. 

Não custa lembrar que toda obra é um processo longo que demanda muito planejamento. Mesmo que o Drywall seja a melhor opção para você nesse momento, compare com outros métodos de construção e veja como adaptá-los à sua necessidade. 

Se ainda restou alguma dúvida, entre em contato conosco através das redes sociais ou deixe sua pergunta nos comentários. Veja mais vídeos do canal da Casa Teto no YouTube clicando no link abaixo:

Comentar

Registro não necessário.

Ao comentar, você aceita nossas Políticas de Privacidade