Como escolher o melhor método construtivo? | Casa Teto

Como escolher o melhor método construtivo?

  • Data : 5 de novembro de 2020

Uma construção, independente de seu tamanho ou funcionalidade, exige um planejamento detalhado e precisa estar de acordo com as expectativas do proprietário. Casos essas duas fases não forem cumpridas de maneira satisfatória, o resultados pode sair muito diferente do que se imaginou no início. No meio desse planejamento, encontrarmos vários dilemas e um dos principais é como escolher o melhor método construtivo. EPS? Estruturas metálicas? Alvenaria? A resposta não é tão simples e precisa de análises específicas tanto da obra quanto do orçamento e do projeto da construção.

O erro mais comum nessa escolha é pensar nisso muito antes de começar a construção ou até mesmo a elaboração do projeto. Como já destacamos em outros artigos, o projeto é a parte mais importante da sua obra, pois este alinha expectativas e acolhe o orçamento disponível, distribuindo-o da melhor maneira possível. Por isso, antes de pensar lá na frente, priorize o seu projeto e o tamanho do investimento necessário não somente para começar a obra, mas, principalmente, para finalizá-la. Algumas perguntas devem ser feitas antes de pensar no melhor método construtivo. Veja no vídeo que o nosso fundador, Bruno Rezende, gravou para o canal da Casa Teto:

Qual o investimento inicial?

Como dito anteriormente, o investimento inicial não é o bastante para começar uma construção, afinal, comumente a fase de acabamento é a mais onerosa. Além disso, se o planejamento financeiro não estiver bem ajustado, pode haver falta de insumos e materiais, atrasando os profissionais, elevando o custo também da mão de obra. Portanto, mesmo que o investimento inicial esteja calculado, prepare-se para os imprevistos e foque no projeto como um todo.

Qual será o custo de manutenção?

Outro fator importante na escolha do melhor método construtivo é o custo de manutenção do tipo escolhido. É preciso pensar se o tipo de material utilizado dispõe de profissionais capacitados para manutenção na sua região, pois pode haver escassez de mão de obra especializada. Fora isso, métodos de construção muito caros também têm manutenção com valor elevado, aumentando o custo final do projeto, o que deve ser levado em conta juntamente com o orçamento.

Qual o prazo de execução?

Você pode esperar pelo tempo gasto no método de construção que escolheu? Isso pode atrapalhar o andamento das outras fases da sua obra? Essas são outras perguntas que devem ser feitas quanto ao prazo de execução do método construtivo. Muitas vezes, é melhor escolher um método mais rápido para que a obra consiga caminhar num ritmo estável do que atrasar a continuidade das atividades. Tudo deve ser calculado para que não haja mais prejuízos financeiros ou no ato da entrega, por exemplo.

Terei rápido retorno sobre o investimento?

Se você está construindo para revenda ou se pensa em financiar o imóvel em alguns anos, o método construtivo também conta nesse momento. Fique atento à legislação e às normas legais que envolvem esse tipo de transação na sua região. 

Viu como é importante escolher o melhor método construtivo? A dica de ouro é NÃO PULE ETAPAS! Dê um passo de cada vez e pense sempre à frente do dia de hoje, para que o futuro não lhe reserve grandes surpresas negativas.

Se você precisa de assistência especializada e experiência para realizar sua construção, saiba mais sobre o #TiraDoPapel e veja o depoimento de quem já utilizou esse serviço.

Se você ainda tem dúvidas sobre como iniciar a sua construção, conheça o nosso livro “Construir Transforma”, ele contém dicas valiosas sobre construir de maneira eficiente!

Para ficar por dentro de tudo que acontece por aqui, leia os outros artigos do blog e siga-nos nas redes sociais.

Comentar

Registro não necessário.

Ao comentar, você aceita nossas Políticas de Privacidade